Aniversário 30 anos

PARABÉNS AOS PROFISSIONAIS SECRETÁRIOS DO DISTRITO FEDERAL! 


Fundado em 4 de fevereiro de 1988, o Sindicato das Secretárias e dos Secretários do Distrito Federal - SISDF completa, neste mês, 30 anos de atividades. Uma data importante que deve ser evidenciada por toda categoria. Afinal, a entidade tornou-se uma referência por suas ações em prol dos profissionais de secretariado.

Muitas histórias para contar, uma trajetória de lutas para relembrar, importantes conquistas e, sobretudo, motivação para o trabalho em defesa da valorização dos profissionais secretários e da melhoria das condições de trabalho e de salários.

Neste mês de celebração, não podemos deixar de agradecer a todos os associados, que colaboram para fazer do sindicato uma instituição consolidada, atuante, forte e respeitada. É isso que dá sustentação às nossas lutas e garante a força necessária para que possamos enfrentar os problemas que surgem no dia a dia. Seguimos plantando sementes para que os próximos anos, assim como os últimos, sejam de boas colheitas.

Estão de parabéns todos aqueles que fizeram e ainda fazem parte dessa rica trajetória e, com certeza, muito ainda têm a realizar. Assim, as comemorações representam uma
oportunidade de rever a história, com seus erros e acertos, mas, especialmenste com ensinamentos para o futuro. Afinal, o SISDF chega aos seus 30 anos com foco e determinação capazes de garantir conquistas fundamentais aos seus representados e também em defesa da democracia.

Dessa forma, é essencial que façamos una reflexão acerca da importância da entidade sindical em nossas vidas. Mais do que nunca, vemos um ataque frontal às conquistascom as reformas trabalhista, previdenciária e a terceirização, que precarizam cada vez mais o trabalho no Brasil.Por isso, a importância que sejam multiplicadores da ideia de que é necessário cada vez mais fortalecer o sindicato, pois ele é o ultimo refúgio que os secretários têm em defesa de suas conquistas.

Diante dos últimos acontecimentos, certamente não hámuito que comemorar, mas não podíamos deixar passar a data que marca os 30 anos de luta da organização que está à frente da categoria buscando a garantia dos direitos dos profissionais de secretariado.

O SISDF faz aniversário, mas o presente quem ganha são os profissionais secretários. Certamente nenhum esforço foi em vão e hoje podemos comprovar o reconhecimento
crescente da profissão. E essa é a maior satisfação dos que fazem a entidade.

UNIDOS SEREMOS IMBATÍVEIS!

APRESENTAÇÃO

O Sindicato das Secretárias e dos Secretários do Distrito Federal – SISDF é uma organização sindical criada para defender, representar e reivindicar melhores condições de vida e de trabalho para a categoria.

É entidade de 1º Grau, integrante do 2º grupo do comércio no plano da CNTC - Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio, de acordo com as disposições da Consolidação das Leis do Trabalho–CLT, regido por um Estatuto Social e filiada a Fenassec - Federação Nacional de Secretárias e Secretários e a UGT - União Geral dos Trabalhadores.

A categoria de secretária (o) é classificada como diferenciada e isso significa que, independendo do ramo de atividade da empresa em que trabalha, o profissional de secretariado é representado pelo SISDF.

ASSEMBLEIA - PAUTA DE REIVINDICAÇÃO

O QUE NOS ESPERA?

         Temos, reiteradamente, nos dirigido à categoria sobre a necessidade de custear os Sindicatos de Secretárias e Secretários e, mais especificamente, o do Distrito Federal. Isso porque a entidade realiza um trabalho pioneiro e, provavelmente, exclusivo no que diz respeito à cobrança do exercício da profissão somente por aqueles que são detentores do registro profissional.
       Essa singularidade ocorre desde que o SISDF conseguiu colocar nas Convenções Coletivas de Trabalho que anualmente firma com diversos segmentos econômicos, a proibição de contratação sem a devida habilitação, nos seguintes termos: "REGISTRO PROFISSIONAL - As empresas ficam terminantemente proibidas de contratar para as funções de Técnico em Secretariado e/ou Secretário Executivo, trabalhadores sem o Registro Profissional, obtido nas SRTEs/MTPS, exigido no Art. 6º da Lei 7.377/85 (modificada pela Lei 9621/96) de Regulamentação da Profissão."
        Sabemos que algumas empresas insistem em não cumprir a lei de regulamentação e as normas convencionais, mas sempre que a entidade recebe denúncia com relação ao assunto, toma as providências cabíveis, inclusive ação judicial. Já são vários os processos em trâmite nesse sentido.

     Por isso, a importância dos profissionais, mesmo os que não conhecem o verdadeiro papel do sindicato, entenderem que precisam mantê-lo para que não percam essa e as demais conquistas como os planos de saúde e odontológico entre outros.
      Com a Reforma Trabalhista, a Contribuição Sindical deixou de ser obrigatória e como um grande número de profissionais secretários faz oposição à Contribuição Assistencial e também não se filia, o SISDF corre um grande risco de fechar as portas como já verificado em alguns estados.
      Outra consequência nefasta, caso o sindicato sucumba, e não haja mais a CCT com a cláusula de cobrança da obrigatoriedade do registro, será o fechamento dos cursos de secretariado, como também tem ocorrido país afora. Dessa forma, é primordial que haja um entendimento geral do risco que estamos vivendo. Não podemos retroceder e, consequentemente, perder todas as conquistas obtidas nesses 33 anos de reconhecimento profissional. 
      A responsabilidade é de todos que amam o secretariado, seja profissional, discente, docente, coordenador de curso ou aposentado. Estamos nas mesmas circunstâncias, precisamos nos unir pela profissão. O perigo é eminente, contudo a decisão de evita-lo é de cada um.

CONVENÇÕES COLETIVAS 2018

Assinadas as Convenções Coletivas de Trabalho para 2018 entre o Sindicato das Secretárias e dos Secretários do Distrito Federal - SISDF e o Sindicato das Empresas das Empresas de Asseio, Conservação, Trabalho Temporário e Serviços Terceirizáveis  - Seac/DF e o Sindicato de Condomínios Residenciais e Comerciais - Sindicondomínio/DF, da seguinte forma:

SEAC (Secretários das Empresas de Terceirização):

Reajuste Salarial no percentual de 3,1%; Vale Alimentação no valor de R$ 31,50; Pisos Salariais de R$ 2.062,00 para o Secretário Técnico, R$ 4.135,00 para o Secretário Executivo e de R$ 4.681,00 para o Secretário Executivo Bilíngue.

Negociado também o valor de R$ 200,00, por filho até cinco anos, a título de Auxílio Creche e os Planos de Saúde Ambulatorial e Odontológico, gratuitos, para os profissionais secretários do segmento, com a opção, para quem assim o desejar, de transformar em Plano Hospitalar completo com o pagamento da diferença de R$ 131,00.

SINDICONDOMÍNIO (Secretários de Condomínios):

Reajuste Salarial no percentual de 3%; Vale Alimentação no valor de R$ 35,50; Pisos Salariais de R$ 1.668,93 para o Secretário Técnico e R$ 2.415,56 para o Secretário Executivo, com os valores de R$ 379,00 para o secretário técnico e de R$ 650,00 para o secretário executivo, a título de Cesta Básica a ser pago até a data do pagamento da remuneração das férias.

Cópias destas e das demais CCTs, nas quais podem ser verificados os benefícios citados e tantos outros, encontram-se disponíveis, nesta página, na aba CONVENÇÕES COLETIVAS / ATUAIS.

Últimas Notícias

O QUE SIGNIFICA SER SINDICALIZADO (A)

Sex, 10/08/2018

As entidades sindicais laborais são pessoas jurídicas de direito privado que têm atuação em base territorial específica, sendo assim reconhecidas pela lei como representantes de trabalhadores. São criadas para defender os direitos coletivos de uma categoria profissional, além de representá-las nas questões judiciais ou administrativas, defendendo os seus interesses. Além disso, mantêm serviços de assessoria com vistas à orientação sobre direitos trabalhistas, sendo que a maioria conta também com um departamento jurídico para defender, gratuitamente, os interesses individuais dos trabalhadores, como é o caso deste SISDF. O Sindicato das Secretárias e dos Secretários do Distrito Federal existe pelo profissional secretário e para...

Leia mais

SEM A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL OBRIGATÓRIA: E AGORA?

Sex, 20/07/2018

       Conforme amplamente noticiado, recentemente o Supremo Tribunal Federal - STF confirmou o fim da obrigatoriedade da cobrança da Contribuição Sindical, taxa que custeia o sistema confederativo. Apesar de essa decisão interferir na vida de muitos trabalhadores, alguns a comemoram, acreditando que isso será o fim das entidades, sem sequer imaginar que, a partir desse ato, as normas convencionais venham a atingir somente os contribuintes ou quem sabe apenas seus filiados. Afinal, o que obrigaria um sindicato a negociar voluntariamente direitos para quem não reconhece o seu trabalho?      Esse fato se dá porque, infelizmente, somos um povo que não tem...

Leia mais

Ministério Público lança campanha para enfrentar nova lei trabalhista

Ter, 22/05/2018

O Ministério Público do Trabalho lançou segunda (7) a campanha Maio Lilás, que objetiva resgatar os direitos dos trabalhadores ameaçados pela reforma trabalhista de Michel Temer (Lei 13.467/17). O evento, no auditório da Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília, teve mesa-redonda com procuradores e representantes de entidades sindicais de trabalhadores e patronais. O evento também lançou o site da campanha (www.reformadaclt.com.br/) e um vídeo sobre a nova lei trabalhista, esclarecendo detalhes sobre as mudanças implementadas e explicando o que muda após a aprovação da nova legislação. A iniciativa, que tem apoio das Centrais e Sindicatos de todo o País, conta com diversas atividades durante o...

Leia mais
TODAS AS NOTÍCIAS

Exercício Ilegal da Profissão

O trabalhador na área de SECRETARIADO sem o REGISTRO PROFISSIONAL - de acordo com as Leis 7.377/85 e 9.261/96 - exerce a profissão ILEGALMENTE.

O exercício ilegal de profissão regulamentada, sujeita os infratores a processo criminal, constituindo contravenção penal capitulada no artigo 47 da Lei das Contravenções Penais, Decreto- Lei 3.688 de 03 de outubro de 1941 pelo exercício ilegal de profissão ou atividade. Vejamos:

"Art. 47 - Exercer profissão ou atividade econômica ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício: Pena - prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa".

SEJA LEGAL. HABILITE-SE!

Habilite-se

No sentido de facilitar à profissionalização, como TÉCNICOS E/OU EXECUTIVOS, exigida pela Lei de Regulamentação da Profissão de nº 7377/1985 (modificada pela Lei 9261/1996) de obtenção do REGISTRO PROFISSIONAL junto à SRTE/MTE, este SISDF mantém parceria com algumas Instituições de Ensino para os cursos, presenciais e/ou a distância, de Técnico, Tecnólogo e Bacharelado em Secretariado.        

O percentual de desconto direto nas mensalidades é variável de acordo com cada parceria nos seguintes Cursos e Faculdades: Inted e Monte Horebe (Técnico); UDF e Uninter (Tecnólogo); Cecap e Upis (Bacharelado); Unyleya (Pós-Graduação) e na Processus e Unip por meio da parceria com a MASTERCLIN (somente para filiados).

Verifique esses e os demais convênios e quem pode usufruí-los em Serviços Prestados ou entre em contato conosco pelo número 3321.0524 para maiores informações, inclusive de como adquirir o desconto.

Obs.: No caso do Técnico em Secretariado, o IFB  e o Senac oferecem cursos gratuitos.

PLANO DE SAÚDE/ODONTOLÓGICO

 

 

Filiados:                   Filiados e Contribuintes

  

 

                    

Filiado a

Parceiros

Programas e Campanhas